quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

AS SEMENTES GERMINAM TODAS AO MESMO TEMPO?

Esta experiência realizou-se no âmbito do Projecto “Valores ecológicos e sociais”.
O que utilizámos:
  • Garrafões de água vazios cortados a meio,
  • Terra, pá e regador
  • Sementes: bolotas, castanhas e feijões
  • Paus de espetada, papel e marcador.
Como fizemos:
Com ajuda cortámos com a tesoura os garrafões; fomos buscar terra ao exterior; na sala em conjunto colocámos um bocado de terra em cada recipiente, as sementes e regámos.
Para identificarmos e para podermos observar o crescimento fizemos uns cartões com o desenho das sementes.
Semanalmente as sementes eram regadas e observadas.
Conclusão:
Com esta experiência observámos que os feijões ao fim de uma semana germinaram e as bolotas e as castanhas ao fim de 4 semanas ainda não germinavam.
    Jardim de Infância de Oleiros

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Experiência do Balão

Experiência – Balão friccionado ganha energia

Material
1 Balão
Pequenos pedaços de papel

Procedimento
Enchemos o balão
Colocamos os pedacinhos de papel em cima da mesa
Friccionamos o balão na manga da camisola
Chegamos o balão aos pedacinhos de papel e os pedacinhos de papel foram atraídos pelo balão


Conclusão
O balão friccionado ganhou energia e atraiu os pedacinhos de papel.








Jardim de Infância do Bom Sucesso - Vila de Prado

UM VULCÃO EM ERUPÇÃO


Dizemos que um vulcão está em erupção quando da sua boca saem gases, cinzas ou lava. A lava é um líquido muito espesso e muito quente que, ao arrefecer se transforma nas rochas que cobrem o vulcão. À medida que estas rochas se acumulam, o vulcão fica com a forma de um monte, tendo no cimo a boca ou cratera.
No interior da terra as rochas estão líquidas e muito quentes. Estes líquidos fazem uma grande força sobre a superfície. Sempre que encontram um buraco saem. É assim que aparecem os vulcões. Por vezes, a lava sai com tanta força que parte é atirada ao ar e outra parte escorre ao longo do vulcão.

É fácil fazeres um vulcão e perceberes como a lava desce.

Precisamos:
De uma lata
Uma placa de madeira
Vinagre e bicarbonato de sódio

Podes cobrir a lata com plasticina ou pasta de papel em forma de vulcão e depois pintas . Podemos usar pedras, paus e outros materiais para enfeitar o vulcão
Como já temos a maqueta feita só nos falta enfeitar.
Vamos ver como funciona o vulcão. Deita – se lá dentro o vinagre. Se o vinagre for branco acrescenta-se umas gotas de corante vermelho. Junta-se o bicarbonato de sódio.

O que observas?
Não achas que o teu modelo parece mesmo um vulcão verdadeiro? Como sai a lava?
Saiu por todos os lados ou escolheu um caminho?



 Centro Escolar de Cabanelas

Experiência com Água – “Flutua ou não Flutua?!”



Experiência com Água – “Flutua ou não Flutua?!”
 -Efeito de Salmoura-   – 25 de Novembro de 2010
 


1 - O QUE É PRECISO?
- Sal fino,
- Dois copos grandes/frascos,
- Dois ovos,
- Água,
- Uma colher grande e uma colher pequena.

2 – COMO FAZER?
2.1- Deitar água num dos copos/frascos até meio e mergulhar com muito cuidado o ovo. O que acontece?
a) O ovo poisa no fundo do copo/frasco (vai ao fundo).
2.2- Num segundo frasco, com a mesma quantidade de água, deitar umas 10 colheres de sal fino e mexer até dissolvê-lo: assim se obtém a salmoura.
2.3- De seguida, mergulhar o outro ovo na água do segundo copo/frasco com cuidado. Que acontece?
b) O ovo flutua.

3 – OBSERVAÇÕES:
a)   O ovo é mais denso do que a água doce, por isso afunda-se;
b)   A água salgada é mais densa que a água doce, por isso permite ao ovo flutuar, porque o ovo passa a ser menos denso que a água salgada.
4 – CONCLUSÃO:
Todas as substâncias que têm uma densidade inferior à da água flutuam sobre ela.

Sala 3- Centro Escolar de Cabanelas